[ editar artigo]

Indústria 4.0 na prática!

Indústria 4.0 na prática!

Quando estamos vivenciando algo que pode ajudar muitas pessoas sentimos vontade de espalhar  para o mundo. Foi com este sentimento que surgiu esta comunidade. Gostaríamos de compartilhar vivências, compartilhar histórias, experiências e desmistificar o que hoje chamamos de Indústria 4.0 (internet das coisas, inteligência artificial, machine learning, visão computacional e muitas outras tecnologias), 

De um lado as empresas buscam informações, treinamento e capacitação em pensamento lean, inovação aberta e indústria 4.0. De outro, as startups, tem competências para solucionar problemas e buscam aprender a customizar soluções que ajudam a indústria no processo de transformação digital, ou seja, Indústria 4.0.

As startups validam diariamente hipóteses e criam conhecimentos cada vez que realizam uma Prova de Conceito (POC). Nestas POCs, são avaliados se haverão novos contratos com empresas e fica maus fácil buscar investidores interessados em escalar esse modelo de negócios. 

Mas existe um gap entre os que estão iniciando sua trajetória neste meio até aqueles que já não apenas validaram e venderam sua solução nacionalmente, mas já replicaram sua solução em nível mundial.

Muitas gírias, do lado das startups e KPIs (Key Performance Indicators) ou indicadores de performance por parte das indústrias. Do primeiro pitch (apresentação rápida) até o fechamento do contrato pode-se levar meses e até anos.

De forma a diminuir essa distância e para não perder este momento histórico, veio a ideia de compartilhar e assim contribuir não apenas para obter maior alcance por parte das startups, mas debater e assim criar uma comunidade aberta e relevante em inovação, onde qualquer pessoa, ou empresa possa contribuir para o famoso GIVE BACK (retribuir) com sua competência por meio de sua experiência e assim desmistificar a INDÚSTRIA 4.0 ,ou smart cities, healtechs, edtechs, cleantechs, fintechs e a fila vai longe.

Nossa comunidade foca nos 3 Rs:
Reach, Repetition e Relevance.

1. Reach (Alcance): foco em  exposição.  Você sabia que precisamos de 7 exposições para novos serviços antes que alguém o compre?  Hoje o cliente deseja simplificação da complexidade, alguém que possa entregar,  mas também encantar e surpreender. Você levaria o mesmo tempo para escrever um artigo como este que seria lido por 100 a 3000 pessoas, mas se você escrevesse para um canal que tem mais de 10.000 leitores, o poder de alavancagem é muito maior com o mesmo esforço. Este é o poder de alcance do coletivo, um dos propósitos desta rede de inovação.

2. Repetition (Repetição): o quanto seus prospects (clientes potenciais) ouvem falar de você ou da sua marca? Em geral os clientes não querem mais saber de call center ou ligações frias, eles requerem um processo maior de cortejo. Precisamos pensar no novo cliente, como uma roda de amigos, nesta roda de relacionamento de amizades, como podemos sair do desconhecido ou estranho e se tornar amigo ou algo mais além do que apenas um cliente. Acreditamos que na Rede de inovação, ao  contar  histórias  reais  tornamos os relacionamentos mais pessoais e assim aproximamos as pessoas por meio de problemas ou propósitos em comum.

3. Relevance (Relevância): qual é a sua relevância para seu prospect? As competências de criação de relacionamento têm altualmente um papel muito maior no sucesso da venda. Estamos na chamada “Era do serviço” e os clientes querem muito mais resolvedores de problemas que podem ajudá-los a economizar tempo, dinheiro e aumentar a produtividade.

Uma boa forma de se tornar relevante com os prospects é de oferecer serviços complementares que são customizados.

A Rede de Inovação é um espaço coletivo para compartilhar histórias relevantes e transformar pessoas em embaixadores da Indústria 4.0. Esta é uma chamada para aqueles que querem demonstrar para o mundo o que o Brasil está fazendo e pode fazer globalmente.

Rede de inovação
Ler matéria completa
Indicados para você